Projeto Lixo e Arte, ajudando a Natureza!

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Vídeo sobre Meio Ambiente: De onde vem o papel?

Para quem está estudando sobre reciclagem, preservação ambiental, etc., esse vídeo é super interessante, fala sobre o processo de produção e reciclagem do papel.

video

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Atividades sobre o Meio Ambiente

Eliane, desculpe a demora, mas aqui vão algumas sugestões que você poderá utilizar na semana do meio ambiente ou até mesmo a partir destas criar novas atividades.

Quando nos referimos à área ambiental, há muitas informações, valores e procedimentos que são transmitidos à criança pelo que se faz e se diz em casa. Esse conhecimento deverá ser trazido e incluído nos trabalhos da escola, para que se estabeleçam as relações entre esses dois universos no reconhecimento dos valores que se expressam por meio de comportamentos, técnicas, manifestações artísticas e culturais. É importante que o professor trabalhe com o objetivo de desenvolver, nos alunos, uma postura crítica diante da realidade, de informações e valores veiculados pela mídia e daqueles trazidos de casa.


Podemos começar o assunto na rodinha da conversa e fazermos passeios no pátio da escola observando como estamos cuidando do nosso ambiente escolar, se possível é bom sairmos da escola e andarmos nas proximidades, onde os alunos terão a oportunidade de observar os cuidados que estão sendo dispensados ao ambiente. Creio que a partir dessas observações e de levarmos essa discussão para sala em nossos momentos de reflexões com nossos pequenos estaremos contribuindo para uma concientização ecológica, a importância da preservação e estimulando o interesse pela natureza.

* A idéia do livrinho é boa, porém deixe as crianças desenvolverem a criatividade fazendo os próprios desenhos.














* Produzir murais ou cartazes com os desenhos dos alunos é uma ótima idéia. Peça para que eles desenhem os cuidados que devemos ter com o meio ambiente e faça o registro da idéia dele junto ao desenho. Toda criança gosta de ver seus desenhos espalhados pela escola.


**Olha que idéia bacana essa do mural de árvore.

**Você pode mudar essa atividade levando o tronco e pintando as manzinhas das crianças com tinta guache como se fossem as folhas da árvore. Sugiro até mais: um tema para seu mural "Dê uma manzinha para preservação do Meio Ambiente, eu já dei a minha..." , escrevendo o nome de cada aluno proximo a sua mão.

domingo, 25 de maio de 2008

Sobre o comportamento da professora da Educação Infantil.

Recados e Imagens - Fofas - Orkut


É muito importante que VOCÊ lembre-se disso, sempre...


Compreendendo a criança...


1. A Educação Infantil bem organizada contribui para a formação harmônica da criança em seus aspectos biológico e psíquico.


2. A Professora deve possuir sólidos conhecimentos de psicologia infantil e de didática especial.


3. A missão da Professora não é instruir, mas educar, criar hábitos, corrigir com suavidade e fineza.


4. No período em que a criança freqüenta a Educação Infantil ela deve ignorar que está sendo educada e aprendendo, deve pensar que está sòmente brincando.


5. As atividades na Educação Infantil devem ser tão bem conduzidas que a criança ao sair dela deve recordar com saudade.


6. A Primeira aptidão artística que se manifesta na criança é a musical, por êsse motivo na Educação Infantil deve-se cantar a tôda hora e em qualquer ocasião.


7. As atividades manuais concorrem para a correção dos desajustamentos psíquicos motores.


8. A leitura de histórias desenvolve o grau de atenção e vocabulário da criança, preparando o terreno para a alfabetização.

Não a saber maior ou saber menor. Há saberes diferentes.(Paulo Freire)

Recados e Imagens - Beijos - Orkut
Vale a pena refletir:





sábado, 24 de maio de 2008

*** Mais sugestões de Atividades sobre Festa Junina ***

Caros colegas tem sugestões para educação infantil e os primeiros anos do ensino fundamental. Analisem as atividades e veja quais podem proporcionar as melhores situações de apredizagem para sua turma.

BOM ESTUDO!





























*sugestões retiradas de livros paradidáticos!

Projeto Festa Junina - Parte 3

* * 5º Dia


Leitura compartilhada de textos referentes as brincadeiras nas festas juninas. Realizadas as leituras e as discussões sobre as conclusões ir no cartaz de conhecimentos prévios para fazer as comparações sobre o que tem nas festas e o que a turma achou que tinha. Visto isso tudo fazer no quadro uma lista coletiva sobre as comidas típicas. Em seguida o correio elegante entre os colegas de classe e para casa fatos de adição.



**6° Dia



Dia da PIPOCA. Nesse dia aprenderemos como se prepara pipoca. Estudaremos a receita da PIPOCA, seus ingredientes, a quantidade e medida dos ingredientes, origem do milho de pipoca e o cultivo da planta. Faremos também o acróstico com a palavra P I P O C A. Após o horário do recreio finalizaremos a aula com a degustação da pipoca preparada pelos alunos, onde todos irão comer assistindo um filme com o personagem caipira CHICO BENTO da turma da MÔNICA. Como tarefa de casa uma atividade de treino ortográfico sobre itens juninos.







**7° Dia



Iniciaremos a aula com o texto e a análise do texto: História de um balão com a apresentação da música da mesma. Em seguida faremos o jogo do dominó de palavras referentes a festa junina. Com a contagem de itens juninos faremos números naturais até 30 (1º ano) até 60 (2º ano).


quarta-feira, 21 de maio de 2008

De onde vem o Dia e a Noite

video

ob. Nas postagens antigas tem algumas sugestões de atividades sobre o Dia e a Noite!

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Sugestões de como os pais podem ajudar na vida escolar dos filhos


• Lendo atentamente todas as comunicações enviadas pela Escola e comentando-as com seus filhos;

• Participando de todos os eventos relacionados com seu filho, com a classe de seu filho e com a Escola como um todo;

• Ajudando seu filho(a) a organizar o seu dia, para que venha à Escola com um bom estado de espírito. Para tanto faça que ele tenha uma boa noite de descanso, com horas suficientes de sono, acorde com tempo suficiente para se vestir, tomar seu café da manhã ou almoço com calma e tenha horários regulares e bem distribuídos para fazer a tarefa de casa, brincar (incluindo tempo de T.V.) e outras atividades;

• Utilizando a agenda de seu filho para ajudá-lo na organização de suas responsabilidades escolares, bem como para receber ou mandar comunicados para a Escola;

• Providenciando para que seu filho tenha sempre o uniforme completo e adequado, tanto para o verão quanto para o inverno;

• Contribuindo para que ele tenha o hábito de arrumar sua mochila antes de vir para a Escola, para que ele não esqueça suas tarefas ou materiais necessários para as aulas;

• Mostrando um sincero interesse por aquilo que estiver aprendendo na Escola, comentando, discutindo, acrescentando informações, providenciando fontes de informação;

• Ajudando os professores e coordenadores de seu filho a conhecê-lo melhor. Para isso, sempre que sentir necessidade agende um encontro. Fale, ouça, avalie. É importante que a criança sinta a cumplicidade entre a família e a Escola, que juntos, queremos que ela se sinta feliz;

• Participando junto com seu filho de momentos prazerosos de leitura em casa;

• Contribuindo em algumas atividades da sala de aula de seu filho, partilhando sua experiência profissional, seu hobbie, seus talentos. Entre em contato com a professora para agendar o melhor dia;

• Apoiando sempre a criança em seu caminho pessoal dentro da aprendizagem. Temos que colocar aos nossos filhos desafios, mas nunca maiores que suas possibilidades, respeitando seu ritmo, evitando comparações com outros filhos ou crianças, evitando realizar nelas expectativas que temos ou tivemos para nós;

• Ajudando na lição de casa. Quando o assunto é lição de casa, fala-se muito em lugar adequado, escrivaninha organizada, horário combinado. Mas o fato é que para algumas crianças e pais, este momento transforma-se em um grande conflito.


(site de dicas)

** Projeto Festa Junina - Parte 2 **

**1º Dia

Coleta de dados sobre o conhecimento prévio dos alunos em relação as festa juninas.
Registro desses dados em uma tabela e construção de um cartaz para fazer a comparação no decorrer do projeto.
Organização do calendário de mês de junho com motivo junino.

Tabela usada na atividade de coleta de dados:




* O calendário:
**2° Dia

Texto em quadrinhos e análise textual: ARRAIAL

Texto usado:


**3º Dia:

Leitura compartilhada sobre os tipos de comidas que encontramos nas festas juninas (você encontra na internet). Encerrando a leitura e as discussões sobre o texto, fazer uma lista coletivas das comidas típicas juninas. Após cada aluno escolhe seis palavras da lista onde com a qual concorrera ao bingo, com as regras combinadas entre os participantes.
Cada aluno faz sua cartela no caderno, seguindo o modelo no quadro. É bom que a lista de palavras seja enumeradas o que facilitará na hora do sorteio. O interessante também é que o professora na hora de sortear a palavra faça suspense, mostrando silaba por silaba para que os alunos vão usando as hipóteses de leitura para ler a palavra sorteada.
Para o vencedor é necessário um premio mesmo que seja simbólico como por ex: lápis de escrever, borracha, apontador entre outros.


**4° Dia

Jogo de dominó com frases e desenhos sobre a festa junina. Vai incentivar a leitura brincando. É necessário que cada criança tenha o seu joguinho. O professor deve confeccionar o material em papel cartão ou cartolina.
Após o jogo da memória uma atividade de matemática envolvendo as bandeirinhas da festa junina . ( é claro que as bandeirinhas não devem estar coloridas como as abaixo.)

Modelo do Jogo do Dominó de frases:


quinta-feira, 15 de maio de 2008

**** Sugestões de atividades sobre Brincadeiras ****

Essas duas poesias podem encrementar o seu projeto sobre brinquedos e brincadeiras.

Espero que apreciem as sugestões!




## Festa Junina, ótimo tema para o mês que se aproxima!

Vou postar o projeto FESTANÇA NO ARRAIAL, que desenvolvemos ano passado, gradativamente, pois é um trabalho extenso, com o total de 41 páginas.
Foi um projeto maravilhoso, que nos proporcionou muitos momentos de alegria, emocões e reflexões.

Estas primeira parte é a introdução e as fotos do decorrer do projeto, próxima postagem começarei com as sugestões de atividades.





terça-feira, 13 de maio de 2008

# Incentivos #

É muito bom receber e dar elogios. Uma palavra, um incentivo pode elevar a auto-estima de nossos pequenos. Então aproveitem para imprimir e colar nos cadernos!


quinta-feira, 8 de maio de 2008

Exercícios Mimeografados: Usá-los ou não?

Na sala de professores, em encontros pedagógicos sempre "pinta" aquela conversa sobre os exercícios mimeografado na educação infatil, gerando certamente discussões entre os grupos favoráveis e os contra. Vamos refletir juntos sobre esse tema?

Primeiro vem a indagação: Quais os objetivos os professores pretendem alcançar quando usam esses exercícios?

Analisaremos duas situações:

1- Talves o professor queira "melhorar" o desenho das crianças e lhes oferecem modelos a serem copiados, coloridos e imitados.

Desenhos mimeografadose impedem a criatividade infantil, podando a exploração, suas invenções e suas descobertas. Sempre que a criança tentar criar o seu desenho, ela provavelmente seguirá os padrões dos modelos oferecidos pelo professor, do livro ou aquele da "folhinha mimeografada"; tornando-se desenhos rígidos, esteriotipados e repetitivos, sem uma evolução natural.

Para "melhorar" o seu desenho, a criança precisa ter opotunidades: de trabalhar o seu corpo, os objetos que estão a sua volta e o próprio espaço físico. Que ouça, crie histórias e possa representá-las no desenho. Que lhes seja oferecidos diversos matériais(giz, giz de cera, lápis-de-cor, tinta, etc.) e que possam desenhar na horizontal(chão e papel) e na vertical ( cavaletes, quadro, etc.).

2-A intençao pode ser: treinar a coordenção visomotora, a lateralidade e de favorecer aquisições de algumas noções, tais como: dentro/fora, em cima/embaixo, etc.

Observe a ação da criança supondo que a atividade seja: Marcar um X, ligar duas figuras, cobrir um pontilhado ou, quem sabe, colorir dentro. Então nos questionamos: São estas atividades motivadoras? Tem algum significado real para a criança, para sua vida?Existem desafios para resolver, levando-a a refletir?

Não, a resposta para as três perguntas é Não! Exercícios mimeografados não estimulam a ação criativa, favorecem apenas a passividade ou ação infantil mecânica e repetitiva e, em geral, não trazem situações novas para serem resolvidas, nem estimulam a imaginação e a reflexão.

Conclusão: Muitas outras atividades podem e devem ser propostas para atingir os objetivos da educação infantil, por exemplo: quando as crianças confeccionam um mural coletivo, montam um quebra-cabeça recortardo de revistas, produzem seu próprios desenhos, elas estão desenvolvendo a coordenação motora fina, noções de espaço,etc.
Não é que os trabalhos mimeografados nunca devam ser usados. O problema não é está no fato de usar o mimeográfo, mas sim como usa-lo.

É possível propor atividades desafiadoras e interessantes usando o mimeografo, desenvolvendo o raciocínio e sendo desafiado, por exemplo:
*recortar as partes de um quebra-cabeça e montá-lo;
*recortar as figuras e formar conjuntos;
*resolver um problema, tal como recortar um quadrado sem partir o círculo, etc.


# Existem muitas outras formas de se utilizar criativamente o mimegrafo. O que você acha? Não seria bom refletir um pouco sobre isso?

(Coletânea de textos para orientação ao educador infantil-texto original de Sônia Kramer- Fiz um resumo e acrescentei um tiquinho aqui outro acolá. Espero que apreciem e reflitam tanto quanto refleti sobre o mesmo.)

* Trabalhando com Nomes Próprios! *

Trabalhar o nome próprio estimula o interesse pelo desenvolvimento da leitura e escrita, bem como eleva a auto-estima, motivando no desnvolvimento das atividades propostas.

*Alguns objetivos:
  • Reconhecer o nome enquanto identidade;
  • Promover a socialização;
  • Familiarizar as crianças com as letras do alfabeto, promovendo a discriminação e comparação de semalhanças e diferenças.;
  • Reconhecer a letra inicial e final dos nomes, percebendo a posição da letra na palavra; etc.

















(Atividades retiradas de livros paradidáticos.)

Projeto Brincar é Aprender!